7 de fevereiro de 2017

Meu primeiro Rapel: experiência com (muita) adrenalina!

Convite para o Rapel.
As coisas na vida sempre me surpreendem: passei boa parte dos meus anos querendo fazer algum esporte radical e finalmente aos 30 anos consegui! Logo ao chegar à Monteiro, Paraíba, procurei informar-me sobre as atividades da cidade, e descobri na universidade um grupo forte de esportes radicais: a Equipe Fire Man Turismo comandada por Robson Araújo, um colega de trabalho. Fui logo me filiando e a minha primeira aventura fui descer de rapel a Pedra do Elefante que fica na zona rural da cidade a, mais ou menos, 30 minutos do centro. Como sempre, a paisagem é apaixonante e peculiar, repleta de serras, vegetação escassa e muitas espécies de cactos e animais silvestres endêmicos do Cariri.
Chegando ao local. O acesso é bem fácil.
Panorama da região da Pedra do Elefante.
Nos reunimos em um domingo bem cedinho e partimos para o local. Robson foi o instrutor de rapel e, além disso também é bombeiro civil e possui larga experiência no esporte. Depois de instalar os equipamentos e verificar a segurança, começamos a descida. A Pedra do Elefante nem é tão alta, mas confesso que bateu um medinho... mesmo assim fui, porque era a oportunidade de realizar um sonho antigo.
Pedra do Elefante.
A subida até o topo era bastante íngreme, mas nada que não se supere! 
A galera esperando a sua hora. O bate papo lá em cima foi muito bom!
Depois de deixar os colegas descerem, eu fui quase a última a realizar a aventura. Coloquei os equipamentos, recebi as instruções, chamei pela misericórdia de Deus e comecei. Durante todo o tempo Robson estava acompanhando a descida, dando instruções e, lá embaixo, havia outro membro da equipe me auxiliando e incentivando-me verbalmente a prosseguir (como as palavras de incentivo fazem a diferença!).
Descendo...
Chegou minha vez!
Vou dizer: a experiência é incrível! Dá um frio na barriga, um medo de cair, insegurança, tudo isso misturado à alta adrenalina e a sensação de que você pode superar os seus limites e medos. Depois ainda desci pela segunda vez e foi uma experiência melhor que a primeira.
Ufa! Consegui!
Agora já posso dizer que fazer rapel não é complicado e que qualquer pessoa pode arriscar sim! E se você mora em Monteiro, fique atento às programações da Equipe Fire Man Turismo através da página no Facebook "Bombeiro Civil Fire Man".
Um xêrooooo e até a próxima aventura!