15 de agosto de 2016

Pensando sem Carnes com André Vieland: lifestyle Vegetariano

Na manhã do dia 10 de agosto acorreu no Laboratório de Gastronomia da Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE a palestra e demonstração culinária Cultura Veg Itinerante: pensando sem carnes, ministrada pelo conceituado chef de cozinha André Vieland.
A palestra teve como foco principal a desmitificação de que a cozinha vegetariana é sem graça e sem sabor, e para isso o chef realizou uma demonstração culinária para os participantes, a maioria alunos do curso de graduação em Gastronomia da UFRPE.
Chef André Vieland.
Os pratos preparados foram um Curry de Grão de Bico, que levava grão de bico, verduras, legumes e caju como elemento salgado, e uma Torta Doce sem Glúten com massa de amendoim e recheio de soja com chocolate e castanha. Durante a oficina o chef deu dicas de segurança na cozinha e preparo de alguns ingredientes como leite de castanha.
Thiago França, representante da Sociedade Vegetariana Brasileira em Recife - SVB Recife, disponibilizou para os participantes um informe da SVB que apresentava quatro razões para adotar o vegetarianismo como opção alimentar. O Clube de Cozinha Veg ocorre com frequência no Recife com eventos periódicos. As atualizações estão no site e na página do Facebook.
Curry com legumes. Estava incrível!
Dicas do chef
  • Bebidas alcoólicas fervidas por 20 minutos em preparações perdem totalmente o teor alcoólico.
  • Feijão é tóxico, mas com pelo menos 6 horas de molho, o mesmo perdendo a toxicidade.
  • Para não sentir azia com pimentão, remova a nervura branca no centro interno do mesmo. Evite também cozinha-lo demais.
  • É possível fazer uma espuma como clara de ovo batido com a água de ervilha ou grão de bico. Leva-a ao fogo até secar e formar uma gelatina, depois pingue limão e bata na batedeira.
  • Para mexer no liquidificador ligado, use uma espátula de silicone ou plástico e a insira na parte superior do copo com movimentação da lateral para centro, e nunca para o meio a fim de não tocar a hélice.

Daiane Gomes e Adriel Almeia, estudantes de Gastronomia que auxiliaram o chef.
Sobre o chef. O paulista é proprietário do restaurante Nectare dentro do espaço eco-cultural Casa Jaya em São Paulo, o qual levanta a bandeira para adoção de práticas veganas na comida diária. O chef, publicitário de formação e vegetariano desde os 12 anos de idade, é hoje é vegano e confessou que o início foi difícil, entretanto conseguiu adaptar-se bem ao estilo de vida. Ainda adolescente começou a cozinhar e os primeiros testes foram trágicos, mas o treinamento o aperfeiçoou. Com o tempo, começou a trabalhar em um restaurante e, por um incidente a cozinheira afastou-se do trabalho, deixando para ele a oportunidade de aperfeiçoar suas práticas. Alguns anos depois, conseguiu uma oportunidade em uma rede de restaurante asiático instalado em São Paulo, e melhorou ainda mais suas práticas. Segundo ele, sua culinária é voltada para pessoas que não são vegetarianas/veganas e a sua cozinha é uma forma de ativismo.
Esse evento foi uma oportunidade e tanto para mim que quero experimentar comidas vegetarianas. Minha ideia não é abandonar 100% o consumo de carnes ou evitar algum tipo de doença que o consumo de carne pode provocar, mas experimentar a incorporação desse estilo de vida ao meu, a fim de atrair práticas saudáveis. Amei a experiência e confesso que o curry estava incrível. Pena que não pude experimentar a torta, porque tenho alergia a castanha!