21 de dezembro de 2015

Bazar Natalino UEFS 2015

A edição 2015 do Bazar Natalino UEFS reuniu 10 artesãos de Feira de Santana com trabalhos únicos e muito bonitos. Aproveite para conhecer um pouco da história de cada u através do bate papo que tivemos durante o evento. Você vai se apaixonar!
O Banquete de Signos Ateliê de Joilson e Zubeni Oliveira existe há 2 anos. Eles começaram a fazer artesanato em uma reforma em casa na qual fizeram o desmonte de uma peça de rack e de um mini bar. A partir desse ponto, o hobby tornou-se uma fonte de renda. No seu trabalho eles usam, predominantemente, jornal, vidro e madeira, e entre os itens que vendem estão estantes de livro e o livro relógio. Os preços variam entre 15,00 e 150,00.
Contato: (75) 9 8273 1611 | (75) 9 8359 4838 | (75) 9 9252 6355 | Blog Banquete de Signos Ateliê | Rua Curitiba, 545, Parque Ipê. 
Artigos do Banquete dos Signos Ateliê. Destaque para o livro relógio [apaixonei!]. 
Tânia Regina Pereira é proprietária da TJ Confecções e Variedades há 12 anos. Iniciou as atividades com a loja pelo desejo de querer empreender e ter o próprio negócio. Com esse novo ramo, Tânia descobriu que também gosta de fazer artesanato e confecciona lindos arranjos de flores em tecido e customiza cofres de barro, mais conhecidos como "porquinhos". Para tais trabalhos ela usa tinta, revista, cola, tecido e aviamentos. Na loja também é possível encontrar produtos das marcas Natura, O Boticário, Avon e Mary Kay, além de presentes, artigos de decoração e roupas.
Contato: (75) 9 8846 8319 | Rua Cruz Machado, 27, Panorama.
Artesanato feito pela Tânia. As flores de tecido são itens perfeitos para compor a decoração de ambientes.
Marivalda Santos atua há 3 anos confeccionando encantadores arranjos de flores artificiais na Eco Arte. O trabalho começou pelo desejo de reaproveitar os materiais das sobras da empresa em que seu marido é proprietário, pois ela não queria que esses materiais fossem desperdiçados. No processo de confecção dos arranjos, ela mesma monta as caixas de madeira, faz o trançado que as envolve e cria os arranjos. No seu trabalho ela usa madeira, fibra sintética, ferramentas para marcenaria e flores artificiais, com o predomínio da reciclagem, já que a madeira e a fibra vem dos restos do trabalho que desenvolve seu marido. Com Marivalda podemos encontrar arranjos permanentes de orquídeas, amarílis, agapanto, e outras, além de porta bijuterias e mimos de decoração para quarto.
Contato: (75) 9 9264 9998 | (75) 9 8187 5040 | Rua Arco Verde, 365, Parque Ipê. 
Arranjos de flores que a Marivalda produz. Os cachêpos e a bicicleta de flores são lindos para qualquer decoração. 
A Arlete Marques atua a 30 anos fazendo artesanato. Começou ainda criança, quando costurava as roupas de suas bonecas e fazia os brinquedos em casa, reproduzindo a vida real em sua brincadeira. Ela começou a vender as peças para não acumulá-las e também, pela satisfação de ver as pessoas comprarem, usarem e ficarem encantadas com seu trabalho. Suas peças são feitas com fuxico, decoupage, reaproveitamento de materiais diversos, customização e papel vegetal. Com Arlete se pode comprar acessórios para cabelo, bonecas e bichos de tecido, almofadas e bijuterias.
Peças produzidas pela Arlete. Predominam itens confeccionados em tecido.
O Grupo de Artesãs do Alto do Papagaio representado no bazar por Joana Gonçalves e Alvina da Conceição existe há 12 anos, e começou a partir da paixão de Joana pelo artesanato que, ao conhecer uma professora de pintura, logo chamou as amigas para aprender a técnica. Hoje o grupo tem una instrutora e ampliam seus conhecimentos com aulas de vagonite e trançado em fita. O grupo já tem registro oficial e participa de projetos na cidade como a Feira Produtiva, o Vida Melhor, o Caritas, a Rede de Mulheres e a Agrifeira. Utilizam como matéria prima o tecido, a tinta de tecido e a fita de cetim para produzir panos de prato, jogos de toalha, caminhos de mesa e almofada, utilizando as técnicas de pintura em tecido, vagonite, costura e trançado em fita.
Contato: Joana (75) 3485 9561 | Alvina (75) 3487 7765.
Peças das artesãs do Papagaio, bairro de Feira de Santana. Destaque para os panos de prato em vagonite.
O ateliê Gal Bijux existe há 16 anos e pertence à Gal Moreira. Ela começou a fazer bijuterias pelo prazer de expressar-se artisticamente. Autodidata e com uma família composta por 7 mulheres artesãs, ela herdou da mãe o dom de criar. As peças são confeccionadas a partir das técnicas de macramê, crochê, montagem de bijuterias e outras técnicas adaptadas para a execução das peças. Linhas de crochê, miçangas, correntes, madeira e metal estão entre os materiais responsáveis pelos nascimento de colares, brincos, pulseiras, tiaras, além de tops e blusas de crochê. As peças custam entre 5,00 e 100,00.
Contato: (75) 3223 6453 | (75) 9 9988 1336 | Rua Piraçicaba, 10, quadra B, bloco 25, apto. 101, Condomínio Parque Lagoa Grande.  
As belas peças de Gal destacam-se pela originalidade. 
A Marivalda de Jesus atua há 10 anos e começou o negócio para ser uma renda completar à família. No seu trabalho ela usa o E.V.A., as formas de ferro e o grill para modelar as pétalas e folhas, além de cola adesiva instantânea. Com ela se pode encontrar bonitos arranjos de flores em E.V.A., cadeirinhas de madeira feitas com pregadores de roupas, garrafas e objetos de decoração. Os preços variam de 4,00 a 80,00.
Contato: (75) 9 82675611
O artesanato de Marivalda é criativo e durável. Olha que lindo ficam os lápis!
Trequinhos da Gábi Ateliê pertence a Gabriele Dias e existe a pouco mais de 1 ano. A Gábi começou pela paixão de fazer produtos artesanais. Mesmo depois de cursar o ensino superior, viu-se sem oportunidades atraentes de trabalho e resolveu abrir o ateliê, realizando também um grande sonho. Com feltro, tecido, costura à mão e costura à máquina ela faz lindas peças como chaveiros, máscaras para dormir, marcadores de página, naninhas e bonecas. Os preços variam entre 6,90 e 59,90.
Contato: facebook.com/trequinhosdagabi | Instagram: @trequinhosdagabi
As peças da Gábi são carregadas de fofura! 
Dalila Gomes [euzinha!] é a idealizadora do ateliê Artesanía Bijuterias que completou 15 anos este ano. Comecei a fazer arte desde muito pequena, mas em quase tudo sou autodidata, exceto em ponto cruz, o único curso que já fiz. Comecei com panos de prato bordados com essa técnica, mas logo passei a outras coisas até chegar nas bijuterias e acessórios femininos. O desejo chegou pois queria ser diferente de todos e usar peças que ninguém mais teria. Hoje o ateliê produz bijuterias de montagem, acessórios e camisetas personalizadas sempre sob encomenda, opção que possibilita ao cliente personalizar sua peça. Os preços variam de 4,00 a 35,00.
Contato: (75) 9 8125 5874 | facebook.com/artesaniabiju | Instagram: @artesaniabijuterias
As peças do ateliê possuem um design único e surpreendem pela criatividade.
A Odete Teixeira faz artesanato há 10 anos e começou devido ao desemprego e também para ter ocupação que a distraísse. Hoje é o complemento da renda, mas o artesanato já foi sua única fonte de renda. A partir de retalhos de tecido ela confecciona bolsas, chaveiros, pesos de porta e bijuterias. Os preços variam de 5,00 a 50,00. Não há fotos do seu trabalho neste post.
Contato: (75) 9 8191 6651.
Espero que essas entrevistas possam ter ajudado a aproximar você do artesãos da Princesa do Sertão.