27 de junho de 2015

João Pessoa, PB: vida de Hostel?

E vamos falar de valores? No post anterior Os encantos de João Pessoa, PB contei pra vocês minha experiência em João Pessoa, como sempre digo: não precisa gastar muito se não quiser. Apesar de que passei pouco tempo lá, pude ter uma ideia de que a cidade não é cara e, de fato, não requer muita grana pra aproveitar.
Vista de João Pessoa no Mirante da Av. Cabo Branco.
Fiquei hospedada no Tambaú Hostel, um lugar bem localizado [está no bairro de Tambaú, perto da praia], com uma decoração bem original. É exatamente o que descreve o site do lugar. Fui super bem recebida pela Artemísia e pelo Jean, além das outras meninas que trabalham lá que são uma simpatia!
Fiquei apaixonada por esse mapa em uma das paredes do hostel Tambaú. Quero no meu quarto!
Praia de Manaíra.
Converso com muitas pessoas sobre hospedagem e quando digo que sempre me hospedo em hostel, elas ficam espantadas ou fazem cara de desprezo. Sinceramente não entendo o espanto ou essa cara! As acomodações de hostel são ótimas, os serviços são básicos, mas bem servidos e você ainda pode conhecer pessoas e culturas diferentes durante a viagem. Enquanto estava no Tambaú, fiz um vídeo mostrando o hostel [apaixonei na decoração!] e dando algumas dicas sobre esse tipo de hospedagem. Aperte o play!
A carteira que comento no vídeo é a da rede Hostels Brasil - Albergues da Juventude. Achei melhor deixar o link da instituição, assim você pode conhecer mais dela e fazer a sua pela internet mesmo. Clica aqui. OBS (1).: você também pode fazer a carteira ao chegar em qualquer hostel e ter desconto na diária, ok?
Pra circular pela cidade, o ônibus pode atender bem. A passagem custa, aproximadamente, R$ 2,30 e o sistema de transporte público pareceu-me bem funcional. Nunca esperava muito no ponto de ônibus. E se gostar de andar, dá pra fazer muitas partes a pé, principalmente a orla de Tambaú, Manaíra e Cabo Branco. E ainda se gosta de sair de bike, soube que há alguns lugares que alugam cobrando por hora. Não sei quanto custa nem onde fica, mas fica a dica pra procurar quando chegar na cidade.
Praia de Cabo Branco.
Estação Cabo Branco.
Pra comer há várias opções para todos os bolsos e todos os estômagos. Como passei pouco tempo na cidade, fico devendo cantinhos especiais, ok? Pra essa viagem, fico devendo também o passeio pelas Piscinas Naturais e o Centro Histórico, mas a próxima viagem chegará!
Praia do Jacaré e o pôr do sol, que não aconteceu tão lindo nesse dia.
Praia do Jacaré.
OBS (2).: Ah, só pra constar: não fui paga pra fazer a publicidade, mas gosto de divulgar os serviços que uso e gosto, então está aí esse post!