11 de janeiro de 2015

Paraty, RJ e o Passeio de Escuna!

Vai aí meu segundo post sobre Paraty! Havia comentado no post anterior, A maravilhosa Paraty, RJ, que a cidade oferece opções de montanha/mata e de mar para passear; minha escola foi o mar! Pra isso, fiz um belíssimo passeio de escuna, e conto todos os detalhes pra vocês!
Close na Praia Vermelha na Baía de Paraty.
Em Paraty há várias agências que fazem esse passeio, seja privativo ou coletivo [com outros turistas], e os preços são acessíveis [paguei R$ 50,00]. Minha reserva foi feita pelo dono da pousada que eu estava, mas se preferir, pode ser feita na agência ou então diretamente no porto, com as equipes das embarcações.
Detalhes do passeio: Escuna Netuno III dentro e fora com bar em destaque e cais de Paraty.
Um botezinho assim nos leva da escuna até à areia das praias durante as paradas.
Os barcos, geralmente, são grandes [com capacidade média para 150 pessoas], e equipados com bar, banheiro, cozinha, área com sofás e mesa, além de sistema se som e um guia, que explica todos os pontos importantes que vemos ao longo do passeio. No dia que fui tive muita sorte: só haviam apenas 35 pessoas no barco! [EbaaAaaaaA...!]. Assim, pude aproveitar bem o barco, o passeio e tirar fotos em todos os lugares!
E eu, só fazendo pose!
Saímos as 11h do cais na escuna Netuno III [ótima tripulação!] e o passeio promete 5h entre estar à bordo e desembarcar com um bote para acessar às paradas. Ao longo do caminho são 4 paradas [listei fotos de 3], de 30 a 40 minutos, com parada para mergulho onde se vê muitos peixinhos, e outras para curtir as pequenas praias das ilhas da Baía de Paraty.
Quando saímos ao mar, é essa vista linda que temos! Fiquei apaixonada!
A primeira parada foi na Praia Saco da Velha no Lago Azul, apropriado para mergulho, porque a faixa de praia é muito pequena. Um dos tripulantes jogou pão na água e veio um cardume enorme de peixinhos! Ah, no barco eles te snorkel pra alugar, ok?
Vista da Praia Saco da Velha e os peixinho no Lago Azul. Eles nadam bem pertinho de você!
A segunda parada foi na Ilha Comprida e a terceira parada foi na Praia da Lula.
Panorama da Praia da Lula. Um paraíso...
A quarta e última parada foi na Praia Vermelha.
A tranquilidade da Praia Vermelha.
Todas as praias são praticamente desertas, com uma paisagem paradisíaca, água muito limpa e águas convidativas, apesar de não serem tão quentes como aqui na Bahia. Quase não há construções e, muitas vezes, não há energia elétrica. Esta vem dos painéis solares [para quem tem muito dinheiro] ou por geradores. Detalhe: há também muitas ilhas privadas em que é proibido visitar sem a permissão dos "donos", ok?
Casa em uma das Ilhas privadas. Calma! Elas não são compradas, pelo menos assim que entendi. Aos "donos" é concedido a concessão por alguns anos, às vezes até 100 anos, para que os mesmos preservem o local. É claro que isso não é de graça e tem que ter muito dinheiro pra isso. Se assim fosse, até eu já tinha minha ilha [kkkkkk...]!
Ah, outro detalhe do barco: como o passeio é longo, é sempre bom comer algo. Há venda de almoço na embarcação que variou entre R$ 30,00 e R$ 40,00, além da venda de petisco. Pedi uma moqueca de peixe [R$ 35,00] que não era muito, estava bem temperada, mas o peixe era congelado e, parece que estava assim a muito tempo, porque não tinha sabor. Enfim, consegui saciar bem minha fome.
Amei essa foto na Praia Vermelha. Aliás, todas elas foram meu Love que tirou. Ah, que grande sorte de uma blogueira amadora ter um namorado fotografo amador!
Inclua um passeio de barco na sua viagem à Paraty. Você não vai se arrepender.