24 de junho de 2013

Luxo Black Gold: Ouro Preto, MG

Comecei meu inverno em alto estilo: passadinha em Belo Horizonte. Confesso que tenho um caso de amor com a cidade: é a 5ª vez que vou lá e cada vez conheço um pedacinho de suas belezas. Depois de curtir um pouquinho de BH e passar no Mercado Central pra trazer na mala o delicioso queijo canastra, resolvi dar um pulinho em Ouro Preto.
Panorâmica de Ouro Preto, MG logo na chegada da cidade.
Voltar à Ouro Preto é reviver um pedacinho da história do Brasil. 2008 foi a primeira vez que fui lá e achei muito parecido ao Pelourinho em Salvador. Fazia tempo que planejava voltar. Meu look pra circular por tudo foi inspirado na minha baianidade: lenço de seda como um turbante. Já confessei aqui minha paixão pelos lenços e, com turbantes, tenho um fetiche especial. Este foi mais um que apendi. [Outros modelos em O poder do lenço]. Com esse look juntei óculos wayfarer, colar de correntes [DIY Colar de Correntes], cinto de sintético, jeans, manga longa e rasteira.

Ouro Preto está a 2h de ônibus desde BH e tem um clima de serra que é uma delícia [pode ser até considerado frio, pra mim que sou baiana]. É uma cidade quase que universitária pela presença da Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP, que mudou a cara do lugar: muitas repúblicas, barezinhos e festinhas universitárias em cada cantinho da cidade histórica.

A cidade é cheia de referências históricas e de museus que nos contam a história do Ciclo do Ouro no Brasil. Vale muito a pena visitar o Museu da Inconfidência (logo na praça principal) e as igrejas ornamentadas por Aleijadinho, mestre em esculturas e afrescos que marcou a história do Brasil e de Ouro Preto.
À frente, o imponente Museu da Inconfidência Mineira.
Depois, dar uma passadinha na Feira de Artesanato que conta com produtos em pedra sabão, pedras preciosas e as famosas camisas personalizadas com o nome da cidade. Os artesanatos são bastante baratos e muito bem feitos!
Feira de Artesanato, Ouro Preto, MG.
Pra terminar o dia, vale a pena uma passadinha em um dos barezinhos espalhados pelo centro da cidade: o clima é muito descontraído e os petiscos, hummMmm... maravilhosos! Fechei o dia com uma foto noturna com o Museu da Inconfidência como plano de fundo. Um luxo! 
Praça da Inconfidência.