20 de março de 2013

A mística Arembepe, BA

Olá Lindas!

Visitar Arembepe é sempre um encanto místico. A cidade fica no município de Camaçari e a via de acesso é a BA-099, Estrada do Coco. Neste dia resolvi dar uma caminhada boa e descobrir o que a cidade tinha a oferecer. Logo na chegada fiquei surpresa pela infraestrutura e organização. A cidade passou por uma reforma e adequação do espaço, ruas, praças e está lindíssima! Comecei a caminhar pela praia vendo-a com a maré baixa. É uma paisagem super linda.
Praia urbana em Arembepe. 
A praia urbana é sempre cheia, mas me surpreendeu pela tranquilidade e não havia abuso de som alto, nem nas barracas. Espaço democrático para todos!
Quebra mar em Arembepe. O curioso é que esta parte se estende por um grande pedaço de praia e, na maré baixa, é espetacular 
A região tem área de dunas e possui uma barreira natural que separa a praia do rio. Caminhando mais um pouco ainda pela praia, encontrei o Projeto Tamar, recanto das tartarugas marinhas. A unidade de Arembepe cuida da preservação e manutenção da espécie na região, já que a mesma também é área de desova das tartarugas.
Um pouco mais adiante, a famosa Aldeia Hippie do lugar. Nos anos 70, a aldeia foi visitada por vários famosos, inclusive Janis Joplin, que a buscava como um lugar de refúgio e liberdade.
O primeiro lugar que visitei foi um ateliê do Antônio. Ele pinta camisas como se fossem telas. Sua casa é cheia de referências de vários lugares do mundo e principalmente da cultura Hippie e Black Power.
Casa de um dos hippies de Arembepe.
Hoje a aldeia abriga alguns hippies, possui dois restaurantes, escola e uma feira de artesanato. Fui muito bem recebida pelos moradores, que são corteses e gostam muito de contar histórias. Na feira conheci um dos artesãos, e comprei uma tornozeleira [linda!] e um brinco animal print em forma de gota super fashion. Realmente os trabalhos artesanais de acessórios e bijuterias dos hippies são lindos, feitos com perfeição e materiais valorizados: sementes, ossos, couro, dentes, aço...
Tornozeleira.
Brinco de couro sintético.
Terminei o tour por Arembepe na Praia do Emissário. Pra chegar andando a esta praia desde Arembepe, demora mais ou menos 2h caminhando pela praia. É uma missão pra quem tem preparo [quase morri].
Praia do Emissário.
A praia leva esse nome por causa do emissário submarino instalado pela CETREL no lugar. O que me chamou atenção é que os banhistas não tomam banho no mar, já que as ondas são muito violentas e a beira da praia tem uma longa faixa de pedras afiadas. O pessoal se diverte no rio que fica logo atrás do morrinho da praia. É a maior atração! Até colchões infláveis são alugados para a alegria das crianças!
A Praia do Emissário, na verdade, é um rio, pois o mar, logo à frente, é muito agitado e tem uma grande barreira de pedras. 
Foi a maior aventura em Arembepe este dia. Quer saber mais? Acesse o site da Prefeitura de Camaçari.
Amei!